1769

Prefeitura Municipal de Maracás

Pular para o conteúdo

Programa Mais Educação

Detalhe do Programa

Responsável

Secretaria Municipal de Educação

Descrição

O conhecimento é o grande capital da humanidade. Nesse contexto, o educador é um mediador do conhecimento, diante do educando que é o sujeito da sua própria formação. Ele precisa construir conhecimento a partir do que faz e, para isso, também precisa ser curioso, buscar sentido para o que faz e apontar novos sentidos para o que fazer dos seus educandos. O programa Mais educação neste contexto abre espaços, tempos e oportunidades educativas através de oficinas especificas, dando ao educando oportunidade do mesmo ter acesso a uma Educação Integral de qualidade e de forma mais ampla, vivenciando o conhecimento na teoria e trazendo a prática dentro da própria realidade escolar.

Metas

O Programa Mais Educação visa fomentar, por meio de sensibilização, incentivo e apoio, projetos ou ações de articulação de politicas sociais e implementação de ações socioeducativas oferecidas gratuitamente a crianças, adolescentes e jovens e que considerem as seguintes orientações: ? Oportunizar aos educandos uma educação integral de qualidade, com a perspectiva de ampliar tempos e espaços a uma prática associada ao processo de escolarização e de aprendizagem conectada à vida, à saúde, à liberdade, ao respeito, à dignidade a convivência familiar e comunitária, despertando assim um melhor aprendizado as crianças, adolescentes e jovens; ? Promover Educação integral traduzindo a compreensão do direito de aprender como inerente ao direito a vida, a saúde, a liberdade, ao respeito, a dignidade e a convivência familiar e comunitária, e como condição para o próprio desenvolvimento de uma sociedade republicana Estimular a curiosidade e o prazer em aprender, dando novos significados as atividades propostas; ? Estimular a cooperação entre União, Estados, Distrito Federal e Municípios; ? Contribuir para a formação e o protagonismo de crianças, adolescentes e jovens; ? Diminuir as desigualdades educacionais e sociais por meio da jornada escolar.

Indicadores

A proposta do Programa Mais Educação está baseada na Portaria Interministerial n° 17/2007, no qual destaca a formação e integra as ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), como uma estratégia do Governo Federal para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular, na perspectiva da Educação Integral do individuo. A partir dessa percepção o programa atenderá alunos do 1°, 2° e 3° ciclos, com oficinas em turno x contra turno, assim as atividades realizadas durante os turnos serão ministradas por professores comunitários e por um coordenador juntamente com a comunidade, seus agentes e saberes. A participação da comunidade na escola está prevista na Constituição Federal de 1988.

Resultados

Dessa forma o projeto apresenta-se como um espaço onde a educação busque superar o processo de escolarização de forma diferenciada propondo novas estratégias, conhecimento prático e métodos para trabalhar os conteúdos, e tentar construir uma educação onde a aprendizagem seja significativa, para a vida do cidadão.

Informação Adicional

“Aprender a conhecer é mais do que aprender a aprender. Aprender mais linguagem e metodologias do que conteúdos, pois estes envelhecem rapidamente. Não basta aprender a conhecer. E preciso aprender a pensar, a pensar na realidade e não apenas“ pensar pensamentos”, pensar o já feito, reproduzir o pensamento. Aprender a fazer é indissociável ao aprender a conhecer. A substituição de certas atividades humanas por máquinas acentuou o caráter cognitivo do fazer. O fazer deixou de ser puramente instrumental. Aprender a viver juntos, ou melhor, com os outros. Oferta-nos a chance de compreender o outro, desenvolver a percepção da interdependência, da não violência, administrar conflitos. Descobrir os projetos de cooperação. Essa é a tendência. Aprender a ser baseada no desenvolvimento integral da pessoa: inteligência, sensibilidade, sentido ético e estético, responsabilidade pessoal, espiritualidade, pensamento autônomo e critico imaginação, criatividade e iniciativa. Para isso não se deve negligenciar nenhuma das potencialidades de cada individuo. Aprendizagem não pode ser apenas lógico-matemática e linguística. Precisa ser integral”.